fbpx
Menu
5-dicas-para-cuidar-da-pele-de-idosos-acamados

5 dicas para cuidar da pele de idosos acamados

24 agosto de 2018

Como cuidar de nossos pais ou avós quando ficam doentes e acamados por dias ou meses em casa? Essa é uma tarefa que exige um cuidado especial, principalmente para evitar o surgimento de escaras ou lesões na pele. Ainda mais se você não tem condições de contratar um profissional especializado, como um cuidador. Aí, o jeito é o filho, a filha, a nora, o genro ou outro parente do idoso arregaçar as mangas e fazer esse papel. Não é tão simples. Mas também não é impossível.

Escaras são lesões cutâneas que aparecem em indivíduos que ficam muito tempo na mesma posição, como por exemplo, idosos acamados. Se não cuidadas, essas feridas podem evoluir gradativamente, chegando a lesões graves que podem destruir a pele, deixando os ossos e os músculos expostos.

Quer aprender mais sobre isso? Então, é bom ficar atento e seguir cinco dicas importantes e essenciais nesse momento tão delicado.

1) Sempre em movimento

É muito importante que o idoso não fique na mesma posição na cama durante o dia todo. Portanto, é necessário movimentá-lo de duas em duas horas. Mas, muita atenção nesse momento. Uma mudança brusca de deitado para sentado e de sentado para em pé pode causar aumento da pressão arterial e, consequentemente, desmaios. Portanto, faça tudo com calma, sem pressa e procure movimentar os membros inferiores e superiores do idoso. Uma dica importante é elevar a perna ao nível do peito, colocando travesseiros como suporte para que a perna fique apoiada. Se puder, faça da forma correta e peça ajuda a um fisioterapeuta.

2) Comer pode ser um exercício físico

Os momentos de refeições diárias podem se transformar em pequenos exercícios físicos. Por isso, é importante que o doente fique sentado, e não deitado, quando for consumir líquidos ou comer. Isso já é um exercício e tanto. Outra coisa que pode ser feita para estimular movimentos é deixar que o idoso por si só tente cortar uma carne ou mesmo mexer os braços para levar a comida até a boca. Importante lembrar que a dieta deve ser balanceada e prescrita pelo médico. Alimentos ricos em proteínas, vitaminas e sais minerais são recomendados.

3) Banho de sol

Os banhos de sol também são imprescindíveis para a saúde e a qualidade de vida. Sempre que possível, abra as cortinas do quarto e deixe a luz do dia entrar. Isso faz com que o idoso saiba diferenciar as fases do dia – manhã, tarde e noite. Se ele puder caminhar, leve-o para tomar sol, pois isso enriquece a pele de vitamina D, boa para fortalecer os ossos e evitar a osteoporose.

4) Hora do banho

Os banhos diários são essenciais para garantir a saúde da pele. No entanto, a hora do banho é um momento muito delicado. Se for preciso não deixe de utilizar a cadeira de banho para mais segurança. A temperatura da água deve estar adequada e não muito quente para não ressecar a pele. Use sabonete neutro e lave lentamente por etapas: 1) braços; 2) tronco; 3) pernas; 4) costas.

Quanto ao horário, estabeleça um momento do dia que o idoso prefira e evite as manhãs muito frias.

5) Tratamento de escaras

Se as medidas de prevenção às escaras forem tomadas, a tendência é que haja regressão das lesões. No entanto, a depender do grau de gravidade das feridas, é recomendado o uso de medicamentos, como antibióticos e curativos especiais. E muita atenção! Curativos mais complexos devem ser feitos por enfermeiros e os remédios, prescritos pelo médico que cuida do paciente.

É sempre bom lembrar que cuidar de um idoso acamado causa um desgaste psicológico considerável. Por isso, alterne tarefas entre familiares e quando não conseguir dar conta do recado, peça a ajuda de um profissional.