fbpx
Menu

Ar seco pode provocar infarto? Saiba mais!

05 julho de 2019

Chegou o inverno e, com ele, o tempo fica mais seco! É preciso ficar atento e nunca deixar de se hidratar. Principalmente quando a umidade relativa do ar estiver abaixo de 60%, o que, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), é muito preocupante. E, sim, podemos ficar mais suscetíveis a doenças infecciosas, a vírus, doenças respiratórias e até infarto! A baixa umidade requer que tomemos cuidados extras! Principalmente se você já teve sintomas de doenças do aparelho respiratório e comprometimento coronário. Isso porque o ar seco costuma concentrar mais poluentes, aumentando as chances de pessoas com alguma vulnerabilidade cardíaca sofrerem um infarto.

Mas, afinal, qual a relação de infarto e clima seco?

O tempo seco deixa o sangue com menos água e faz com ele fique mais grosso. Quando a consistência sanguínea fica mais densa, isso pode provocar entupimento de vasos, levando à ocorrência de infarto ou mesmo de um derrame cerebral. Além disso, o sangue pode coagular mais facilmente, o que favorece o aparecimento de trombos, espécies de “pedrinhas” que se formam nos vasos e impedem a circulação mais livre do sangue.

O ar mais seco também propicia o acúmulo de poluentes, como monóxido de carbono, dióxido de nitrogênio, dióxido de enxofre, substâncias nocivas e prejudiciais à saúde e ao coração. Os poluentes do ar irritam o pulmão e isso faz com que os brônquios fiquem mais fechados. Com essa situação, os vasos se fecham mais e o coração vai ter de trabalhar em dobro, pois vai bombear contra um pulmão mais fechado, além de haver um aumento na resistência dos vasos. Hipertensos costumam sofrer muito com tempo seco e são os mais afetados com a concentração de poluentes.

Tomar mais água é vital!

Em climas mais secos, tomar água é essencial. Portanto, é importante a hidratação para minimizar os efeitos adversos da baixa umidade. Leve sempre consigo para o trabalho ou passeio uma garrafa de água e procure hidratar-se a cada hora. E apenas tomar água não é suficiente! Importante é também hidratar as mucosas com soro fisiológico. Aplique, então, o soro no nariz pelo menos três vezes por dia e não deixe de hidratar o ambiente. Uma dica para isso é colocar uma toalha molhada em cima de uma cadeira ou em qualquer superfície do ambiente em que você estiver – sala, quarto ou cozinha!