fbpx
Menu
dietas-sem-carboidratos-trazem-danos-para-a-saude-saiba-mais

Dietas sem carboidratos trazem danos para a saúde? Saiba mais!

26 dezembro de 2018

Se, para emagrecer, você decidiu cortar de vez da sua dieta aquele arroz fresquinho ou mesmo um pãozinho logo pela manhã, tome cuidado! Dietas sem carboidratos, que ultimamente viraram moda, podem ser prejudiciais à saúde e comprometem o acesso a um grupo de alimentos com nutrientes essenciais ao bom funcionamento do corpo.

Uma das recomendações dessas dietas radicais é parar de comer carboidratos e passar a ingerir mais proteínas. O problema é que o consumo excessivo de proteína pode acarretar problemas graves como sobrecarga renal, desregulação do organismo, além de desidratação e desmaios.

Pura ilusão!

Esse tipo de dieta ganhou força, principalmente por prometer rápida redução de peso. No entanto, pode ser muito ilusório. A explicação é simples. Imagine você parando de comer arroz, batata ou pão? São alimentos que fazem parte do costume alimentar, não é? No começo, essa dieta deixa você magro rapidamente, mas se a ansiedade bater e você voltar a comer carboidratos, os ganhos de peso serão ainda mais severos.

Não existem milagres que possam fazer você emagrecer do dia para a noite. Por isso, antes de começar qualquer dieta, procure um profissional inscrito no Conselho Regional de Nutricionistas (CRN). É muito importante buscar acompanhamento nutricional e analisar com mais crítica as promessas das dietas restritivas.

Vida sem carboidratos: Saiba de quatro danos à saúde!

1) Energia que dá força: é ela que mantém o cérebro ativo, faz com que os hormônios sejam sintetizados e vem dos carboidratos. Ou seja, sem eles, você ficará sem energia, com dor de cabeça, tontura e falta de ânimo. Para se ter uma ideia, para que o cérebro funcione, minimamente, são necessárias, por dia, 600 calorias. Aliás, o cérebro é o órgão que mais sofre, pois ele depende de glicose, presente nos carboidratos.

2) Menos músculos e gordura que fica: quando a energia deixa de vir dos alimentos, o corpo busca outro tipo de combustível, presente no glicogênio dos músculos. O que isso traz, então? Com isso, a massa magra é consumida, há perda de energia, o metabolismo desacelera e, por fim, você não irá perder peso.

3) Ameaça ao coração: ao substituir o carboidrato por proteína, você acabará por consumir mais carnes, que contêm gordura. O problema é que essa dose a mais de gordura aumenta o colesterol, o que eleva o risco de doenças cardiovasculares.