Menu

Por que devo parar de fumar?

02 março de 2018

Todo fumante começou a fumar aos poucos. Muitos já conviviam com o tabaco, por causa de algum parente fumante. Outros começaram por curiosidade, durante a escola ou a faculdade, “filando” dos amigos no intervalo das aulas, nas festas ou na pracinha da esquina. Os motivos são variados, mas quase todo fumante deseja largar o vício porque sente na pele os males do tabaco. Entre as principais reclamações, estão o cansaço, a falta de disposição, a perda do paladar e do apetite.

Hoje, vou elencar alguns bons motivos para você colocar isso em prática e abandonar esse vício que é responsável por cerca de seis milhões de mortes, ao ano, em todo o mundo, sendo cerca de 200 mil só no Brasil.

O cigarro pode causar cerca de 50 doenças diferentes, principalmente problemas ligados ao coração e à circulação, como cânceres de vários tipos e doenças respiratórias. A cada tragada, são inaladas 4.700 substâncias tóxicas. Entre as mais nocivas, estão: a nicotina, o monóxido de carbono (CO) e o alcatrão.

A nicotina chega ao cérebro mais rápido do que a cocaína e é ela a grande responsável pela dependência. Nas primeiras tragadas, já se sente tontura, enjoo e mal-estar. O problema é que a nicotina é excretada rapidamente pelo organismo, o que faz com que os neurônios provoquem uma crise de ansiedade assim que percebem que ela está escapando dos receptores. Por isso, tem fumante que acende um cigarro atrás do outro para não ter uma crise de abstinência.

Outro grande vilão é o monóxido de carbono, que é a mesma substância liberada pelos escapamentos dos carros, acreditem! Ele reduz a oxigenação das células e aumenta o número de glóbulos vermelhos, deixando o sangue mais viscoso. Além disso, o gás prejudica diretamente a membrana das células e ajuda o colesterol a se depositar nos vasos sanguíneos.

E, não menos perigoso, o alcatrão é responsável por quase todos os cânceres relacionados ao tabaco, como de boca, laringe e estômago. Ele não é uma substância única, como a nicotina, mas uma mistura altamente complexa com cerca de 4 mil compostos químicos que se formam durante a queima do cigarro. Ele é a massa escura e pegajosa que se deposita nos pulmões. Uma verdadeira bomba-relógio!

Você pode me dizer que muitos fumantes têm vida longa e não ficam doentes. Já se sabe que existem questões genéticas para explicar o nível de dependência. Mas também é comprovado que parar de fumar diminui o risco de morte prematura. Ex-fumantes vivem, em média, dois anos a mais que os fumantes e reduzem o risco de uma série de doenças.

Benefícios de parar de fumar:

● Após oito horas, o nível de oxigênio no sangue se normaliza;

● Após 72 horas, a capacidade pulmonar aumenta e a respiração torna-se mais fácil;

● Após 2 dias, o olfato já percebe mais os cheiros e o seu paladar já sente melhor o sabor da comida;

● Com cinco anos longe do cigarro, o risco de câncer de boca e do esôfago cai pela metade;

● Após 10 anos de abstinência, o risco de câncer de pulmão é metade do verificado em fumantes e o de infarto será igual ao das pessoas que nunca fumaram.

Se você quer ter uma vida longa, recuperar a disposição e a qualidade de vida, ver os filhos crescerem e curtir os netinhos, pense em mudar de hábitos a partir de agora.

Converse com o seu médico para saber das alternativas de tratamento. Dê a você uma outra chance. Mudar nunca é fácil, principalmente a rotina estabelecida há muitos anos. Mas não é impossível quando estamos imbuídos de determinação e força de vontade. Investir no preparo físico e na alimentação são algumas dicas que vão ajudá-lo a enfrentar esse desafio.

Acreditar é a solução! E não desistir jamais é o segredo para quem decide parar de fumar!