fbpx
Menu
quais-sao-os-principais-tipos-de-tratamento-de-cancer-de-mama

Quais são os principais tipos de tratamento de câncer de mama?

12 outubro de 2018

Ao longo dos anos, os tratamentos de câncer de mama evoluíram muito e a detecção precoce da doença tem proporcionado a diminuição das cirurgias mutilantes. É esse o medo mais constante das pacientes com câncer de mama, por conta da questão estética e da autoestima.

Por isso, procure se inteirar! Aproveite a campanha Outubro Rosa, mês de conscientização sobre a doença, para absorver o máximo de informação possível. A detecção precoce contribui para 95% de chance de cura da doença. Além disso, quando o tumor ultrapassa os 3 cm, as chances de a cirurgia ser eficaz diminuem muito.

Aliás, a detecção precoce pode ser assunto para o próximo post!

Mas, por hora, vamos falar dos principais tipos de tratamento, que podem ser divididos entre terapias local e sistêmica. Outro ponto importante é que os tratamentos variam conforme o estadiamento da doença, ou seja, se a doença for diagnosticada precocemente, são recomendados os tratamentos curativos. Já quando há indícios de metástase, o recomendado são terapias que prolonguem a sobrevida e proporcionem mais qualidade de vida.

Cirurgia

A cirurgia é o método mais antigo e considerado o mais eficiente para conter o câncer de mama ainda no estágio inicial. Existem dois tipos de cirurgia: 1) Mastectomia – a mais radical e que retira uma ou as duas mamas, além de tecidos e músculos afetados pelo tumor. Costuma ser indicada para tumores maiores; 2) Cirurgias conservadoras – são aquelas que retiram somente o tumor, preservando a mama. Quem faz esse tipo de cirurgia precisa passar necessariamente por tratamento posterior de radioterapia.

Radioterapia

A radioterapia é geralmente usada em tumores localizados com uso de radiação ionizante. Este tipo de tratamento é indicado para casos em que não há a necessidade de remoção de toda a mama ou mesmo quando o tumor não é retirado totalmente com a cirurgia. Também é recomendada para que o câncer não avance para outros órgãos.

Quimioterapia

A quimioterapia é um tratamento que utiliza medicamentos orais ou intravenosos que têm por principal objetivo destruir ou conter o crescimento das células cancerígenas. A quimioterapia pode ser dividida em três tipos: 1) Adjuvante: aplicada após a realização da cirurgia para destruir as células cancerígenas remanescentes e para reduzir as chances de recidiva; 2) Neoadjuvante: aplicada antes da cirurgia como tentativa de diminuir o tumor para proporcionar uma cirurgia mais simples; 3) Quimioterapia para metástase: aplicada para conter a doença quando ela estiver disseminada.

Terapia hormonal

Basicamente, a hormonioterapia impede a ação de hormônios, como o estrogênio, que contribuem para o crescimento do tumor. Esta terapia pode ser usada como adjuvante ou neodjuvante. Há dois tipos principais de terapias hormonais: as que impedem a ação do estrogênio nas células cancerígenas e as que diminuem os níveis desse hormônio.

Terapia-alvo

A terapia-alvo utiliza medicamentos que agem para destruir especificamente as células cancerígenas, sem causar danos às células normais. Em relação à quimioterapia, este tipo de tratamento não causa tantos efeitos colaterais. Além disso, as drogas utilizadas modificam a maneira como as células cancerígenas se dividem, crescem ou interagem com outras células.